Blog do Marco Bianchi

Bom velhinho
Comentários Comente

Marco Bianchi

Sem sacanagem, Albertô… absolutamente DESinfundada a acusação d q a máfia dos ingressos vinculada à simpática FIFA seria controlada pelo amável Joseph Blablablatter, compreende?!

Blablablatter e os dirigentes notoriamente honestos da digníssima dona da bola no mundo não fazem por merecer (d jeito maneira) a denúncia d q estariam a fim d ampliar infinitamente o poder ditatorial multinacional desta correta entidade futebolística sediada em Zurique, positivo?!

Na verdade, esse jornalistazinho inglês desocupado q anda falando abobrinhas por aí (Jennings Joplins?) é um graaaande pentelho! Prova disso é a permanente disposição da FIFA, democraticamente gerida sob a batuta do meigo cartola suíço supramencionado, no sentido d evitar a lavagem excessiva d divisas e promover negócios apenas com parceiros 100% confiáveis, como Brasil, Rússia, Catar…

Concorda ou sem corda, amoreco?!…


Uma força para o Proforte
Comentários 2

Marco Bianchi

Há milênios a mesma ladaínha: clubes malcriados gastam até as calças e depois vão choramingar na Brasília, pedindo pinico em rede nacional… No fim das contas, nós otários arcamos com o pato e assim o mundo gira, até a próxima molecagem.

NÃO DESTA FEITA, Albertô… Se os pivetes gastaram vão ter q pagar, ainda q seja em suaves prestações!  P/ isso, é óbvio, assinarão um termo pelo qual tornar-se-ão obrigatoriamente austeros e nunca mais terão sequer a chance d esfolar a canela alheia, ferpeitamente?!

Mamamamas… A grosso modo, este é o pacto sugerido pelo projeto denominado PROFORTE, esmerado sob a batuta do deputado Otávio Leite. O plano equivale a uma lei d responsabilidade fiscal dos clubes e tramita no Congresso há meses, curiosamente sem o menor apoio ''dilma'' certa bancada.

Fora do âmbito da CCBF, uma entidade q não me cheira bem, não há quem seja contra o avanço. Urge erguer a voz cega das ruas diante da perspectiva nefasta d ter o calcificante trabalho do deputado Leite reduzido a pó.

Confirma ou sem firma, amoreco?!…


Seleção da FOFA
Comentários Comente

Marco Bianchi

Foi divulgada a seleção da Copa d 2014 D.C. efetuada pela FOFA, Federação Organizada d Futebol Alternativo.

Casillas: Em ótima fase, transmitiu tranquilidade à defesa espanhola.

Dani Bananinha: Em vez d chatear os visitantes estrangeiros, deu espaço a todos e se mostrou um excelente relações-públicas.

Varejeira: Começou voando baixo, depois alternou os papéis d zagueiro, craque, pedestre e desatinado compulsivo.

Song: Cantou as jogadas, motivou os companheiros e mostrou fairplay ao aplicar uma cotovelada pelas costas na clavícula do adversário.

Zúniga: Egresso do telecat, a espinha dorsal do futebol colombino.

Honda: Motorzinho da seleção nipônica, deu boas arrancadas e a equipe estacionou rapidinho.

Siesta: Teve como virtude a expressão nua e crua dessa coisa do sono, demonstrando a importância do repouso na preparação física.

Valdívida: Com boas ações e muita aplicação, foi valorizado e logo estornou a poupança ao banco, d malas prontas p/ a Granolândia.

Balotelli: Distraiu a torcida com seu inconfundível estilo fanfarrão d meia tigela, na Itália millantatore di mezza coppa.

Igua-in-certo: Produziu inúmeros trocadilhos infames catalogados pela PIPI, Piadas Infames P/ Inúteis, ONG sem fins existenciais com sede em Buenos Aires.

Suarez: Foi a fundo na cultura local, com a homenagem à ilustre pensadora e praticante d cirugias plásticas Valeska Popozuda, autora do requintado hit Beijinho No Ombro.

Téc. Vicente Del Bosque. Tinhoso paca, mostrou aos malandros decadentes deste país como ficar zilhardário honestamente e sem sair do lugar.

Craque do certame: Rooney, o popular Cabeça d Tomate.

Rubrica ou estrumbica, belezoca?!…


Resolvido
Comentários 1

Marco Bianchi

Trago a solução salvadora p/ o futebol brasileiro deste país, Albertô…

Basta substituir a CCBF, uma entidade q não me cheira bem, pela FUFÚ, Federação Unida d Futebol, aprovar a Lei d Responsa dos Clubes (sob eterna avaliação para-lamentar na Brasília), elaborar um calendário inteligente, resgatar nossa cultura futebolística a partir das catigurias d base e, por fim, combater -efetiva e sistematicamente- toda forma d violência relacionada ao esporte, compreende?!

Ah! Qdo isso tudo estiver devidamente equacionado… Aí sim vosmecê põe o Canarinho nas mãos d um profissional do ramo: quem sabe estrangeiro, quem sabe mulher, quem sabe uma treinadora estrangeira d nado sincronizado p/ nós nunca mais morrermos na praia…

Mamamamas… eu apostaria, por q não?, em um médico-veterinário-transformista, p/ o Canarinho enfim recuperar a plumagem ensolarada e o canto alegre d outrora.

Abraça ou rechaça, simpatia?!…


Falou, Bigodê!
Comentários Comente

Marco Bianchi

Bigode, Golias e cia já prestaram bons serviços ao BB, o mesmo banco do Brasil q, logo ao assumir, o Bigode elegeu (acidentalmente) como emprego dos sonhos p/ amarrar o burrico na sombra.

Desta feita, até o desfecho da matinê, vulga Copa das Confederações, foram todos impecáveis. Qdo a verdadeira festa começou, porém, p/ espanto geral, a Turminha do Bigode reapareceu com o mesmíssimo repertório, composto essencialmente pela ruim e velha piada do pavê.

E aí foi como dar a máscara do Batman d presente à vovó d 90 anos e esperar q ela curtisse tanto qto o Juninho do Jardim da Infância. O cardápio do ano anterior simplesmente não colou. E, pasmem, não havia plano B!

Morremos abraçados ao esquema tático popularmente conhecido como ''bumba-meu-canarinho com maxiducha'', q consiste basicamente em um deus-nos-acuda sem norte com chuveirinhos multidirecionais e reza braba, compreende?!

O estilo d futebol sulino deve ser um tempero da seleção brasileira deste país, mas não pode SER o Canarinho. Este voa por toda a nação, Albertô. Qdo nosso time vira a pátria d bombachas e abandona a escola nacional, isso é sinal d q o bom gaúcho da fronteira passou dos limites.

Obs: Honestamente agora… Faço consternado este depoimento meramente esportivo e técnico, dado o imenso carinho q nutro pelos gaúchos, e especialmente pelas gaúchas, compreende?!

Concorda ou sem corda, guria?!…


Relatório isento da finalíssima
Comentários Comente

Marco Bianchi

13 d julho d 2014 D.C., Dia do Salsichão d São Sebastião do Rio d Janeiro, fevereiro e março.

À esquerda da anfitriã Dilma Ova, q compareceu ao estádio disfarçada d samambaia, o salsichão Angela Merkel deitou e rolou na tribuna.

No estádio, o único coro impróprio ouvido foi ''Ô Diiilma… gostooosa!!!''

Em campo, vitória da equipe comandada pelo maior produtor europeu d caquinhas d nariz, o portador d peruca d playmobil Joaquim Love.

Com menções honrosas a Lã, q tirou leite d ovelha e cobriu os atacantes… Müller, o pastor alemão, assustando os zagueiros com seu trema… Ozil, o popular Zóinho d Salamandra… E sobretudo o atacante e giga-astro Justin Bier, versão alemonga do pequeno delinquente canadense q decidiu o torneio ao ser bem servido, tal qual um Einsbein com chucruts e Paprika Schnitzel.

Sem esquecer do arqueiro e artista marcial Noia, q homenageou o saudoso Savamú dos desenhos desanimados ao executar uma incrível defesa em salto no vácuo com joelhada.

Q, por sua vez, remete ao combalido queixo do rival Iguain, saudado por humoristas amadores da torcida platina, em trocadilhos insistentes como: Igua-in-útil! Igua-in-fame! Igua-in-fantil, Igua-in-erte etc.

Mamamamas… Em súmula, a Argentina d Pelotas concluiu a Copa d 2014 D.C. com 2 títulos mundiais, um a menos do q o Edson e ao lado do Cafu.

Os novos germânicos -d ginga baiana aliada ao bom Schweinsteinger com gelo e limão- são tetracampeões e já aparecem no retrovisor do Clube d Campo Brasil, d modo q -doravante- urge acertar o rumo, revisar o jegue e tocar melhor esta carroça, compreende?!


Argentina de Pelotas
Comentários 1

Marco Bianchi

A Argentina é uma quebrada ao sul da América do Sul e, portanto, sem norte.

No extremo sul do país, com vista p/ as fábricas d gelo da Antártica, foi desenvolvida uma extensa criação d patos conhecida como Patagônia.

Na capital, Bariloche, fica a famosa Plaza d Mayo, onde um dia deram à luz diversas mães-solteiras violadas em maio pela ditadura.

Em Buenos Aires, berço do Bambi, as modalidades mais praticadas são o polo a cavalo, o rúgbi GLBT e o arremesso d bife d chorizo.

O temperamento do poLvo é na grelha, à base d chimichurri.

Os pratos mais apreciados são as papas fritas e os barra bravas, espécie d pimenta local.

Os argentinos ganharam fama internacional nos anos 80, qdo sagraram-se vice-campeões da Guerra das Malvinas.

Apesar d portenho, o Papa Francisco vive ao lado da Mama em Roma, onde se dedica à fabricação da popular ração p/ cães da marca Papita.

Os praticantes d esportes com bola são conhecidos como ''boludos''.

No futebol, os clubes têm tradição em formar canhotos atarracados com razoável habilidade, como Diogo Armando e Messi, o Messias Platino, uma espécie d Podrinho com joelhos.

Mamamamas… A equipe do milongueiro Alejandro Sabela deixou ótima impressão na Copa d 2014 D.C., colaborando no sentido d reverter (ao menos em parte) a péssima imagem dos hermanos desde a Sta Ceia, qdo Judas, aquele argentino dos diabos… dedurou o Divino Jr na caruda!

Lembra disso, Albertô?!…


Pixotada histórica
Comentários 1

Marco Bianchi

A pixotada diante dos alemães me fez lembrar da longínqua Copa d 1925, em Antuérpia, Albertô…

No jogo entre Uzbequistão e Cazaquistão, tradicionais rivais da Ásia Central, dois jogadores da equipe uzbecristã foram expulsos após espancar um gandula e o Cazaquistão terminou o jogo com uma acachapante vitória por 24 a zero. Segundo historiadores amadores, foi o início do fim da ex URSS, compreende?!

O treinador da seleção uzbecristã (foto), Igor Briakin, tomou um porre no intervalo da partida e dormiu no vestiário. O saudoso craque Malovsky (foto menor), do time cazaca, fez 10 gols, sendo o último d bunda, após mandar uma banana à descrente família real da Prússia, presente às tribunas do tradicional Middelheimpark.

Lembra disso, belezura?!… Queeem não se lembra?!…

CANAISMB140710MEMECOPA1925


Sit down comedy
Comentários Comente

Marco Bianchi

Bigode e Golias novos reis do sit down comedy! Teatrais, imprimiram à malfadada coletiva pós-apocalíptica o roteiro e o tom convicto q comprovam no papel (literalmente) as respectivas competências…

Classificar a própria performance como relativamente bem-sucedida, com suspeição óbvia e nenhuma sensibilidade à contrariedade quase unânime, convenhamos… é obra d ficção e/ou comédia pastelão dos paspalhos!

Os 6 minutos d pane do Mineiraço estão p/ os desastres do nosso fut assim como os 20 centavos da tarifa estão p/ os desastres do BRA e as 19 letras d VTNC estão p/ a deseducação do nosso polvo.

São cortinas-d-fumaça embaçando a visão das causas essenciais.

E e e e e… meu alongado cOmprimento à Dona Lúcia, a nova amiguinha imaginária da cocomissão tÉnica!